Publicado em Perguntas e Respostas, Reflexões

Alguns Fatos sobre a Evolução

A evolução é uma teoria amplamente conhecida, e mesmo aqueles que nunca estudaram ciência têm alguma idéia sobre ela. Tanto assim que é comum palestrantes que falam sobre a Bíblia e a Ciência encontrar pessoas do meio comercial, ou com conhecimentos de história, interessadas em saber as questões relacionadas com a evolução e a fé cristã.

Neste artigo, alguns dos fatos e verdades mais importantes sobre a teoria da evolução são apresentados para benefício tanto do especialista quanto do estudante geral desses assuntos.

Em primeiro lugar, ao contrário do que muitos acreditam, a teoria da evolução é apenas uma hipótese da ciência. Não é um fato comprovado da ciência. Sendo uma hipótese, significa que ela é uma proposta que tem de ser estabelecida pela ciência experimental e empírica. Normalmente, os manuais escolares e universitários sobre evolução dão a idéia errada de que ela é um fato ou uma lei da ciência, mas isso está longe da verdade. Assim como existem várias outras hipóteses em ciência, a evolução também é uma mera hipótese.

Segundo ponto. Diz-se que a evolução é resultado do acaso cego. Mas o estudo dos processos de acaso mostra que este só irá destruir a ordem, e não evoluí-la. Quando a matéria é deixada a si mesma neste universo, como os evolucionistas supõem que tenha sido o caso, a ordem sempre tende à desordem e sistemas complexos sempre se desintegram em confusão desordenada. A informação sempre acaba sendo destruída, o que significa que não há nenhuma maneira de que a informação presente nos genes pudesse vir à existência por acaso.

Terceiro. Mais de um século e meio de pesquisas renderam milhões de fósseis, mas nem mesmo um único deles apoia a teoria da evolução. De acordo com a evolução, deve haver inúmeros fósseis que demonstram a evolução de uma espécie de animal ou planta em outra espécie, mas tais fósseis nunca foram encontrados. Todos os fósseis que foram reivindicados como formas intermediárias foram desacreditados pelos cientistas em estudos mais aprofundados.

Quarto. Ninguém jamais demonstrou que o homem evoluiu de criaturas simiescas. Mais de uma dezena de tipos de fósseis de “homens-macacos” foram expostos ao mundo pelos evolucionistas, mas, num pensamento posterior, seus próprios companheiros cientistas competentes rejeitaram estes achados. Os cientistas descobriram que alguns desses fósseis representam macacos, enquanto outros representam verdadeiros homens, mas nenhum deles vem de um homem-macaco. Curiosamente, nenhum dos fósseis apresentados vem de um homem-macaco.

Quinto. A Terra não tem, necessariamente, milhões ou bilhões de anos, contrariamente às suposições dos evolucionistas! Eles tentam retratar a terra como muito antiga, mas este é um resultado de sua teoria, que exige uma idade muito longa para a Terra. Naquilo que diz respeito às experiências, elas dão uma ampla gama de resultados. De acordo com alguns métodos de determinação da idade da Terra, nosso planeta tem apenas alguns milhares de anos. Outros testes dão uma idade de 10.000 ou 20.000 anos e algumas apontam milhões ou bilhões de anos.

Um cientista honesto e objetivo levará em consideração todas essas datas na sua discussão, mas os evolucionistas selecionam as longas eras apenas porque isso lhes é conveniente.

Sexto. Um bom número de darwinistas competentes abandonou sua crença no darwinismo: alguns deles são cientistas altamente respeitados, os quais publicaram as suas conclusões em livros e artigos científicos. E o fizeram porque não conseguiram encontrar uma única prova científica a favor do darwinismo.

Sétimo. Alguns evolucionistas altamente competentes abandonaram todas as formas de evolução. Eles descobriram que qualquer que seja a forma de evolução, darwiniana ou outra, ela simplesmente não funciona. Cientificamente as evidências são nulas. Muitos deles tornaram isso conhecido da comunidade científica.

Oitavo. Há muitos cientistas agora que aceitam que a evidência científica favorece a criação. Essas pessoas não são cristãs, nem crentes na criação. No entanto, a partir de suas observações científicas são obrigados a acreditar na criação.

Nono. Várias descobertas científicas têm demonstrado que a evolução não é possível. Em outras palavras, cada vez mais as descobertas científicas falam contra a possibilidade de evolução da vida por mero acaso. É por isso que cientistas famosos como Fred Hoyle e Chandra Wickremsinge abandonaram sua fé na teoria da evolução. Cientistas de renome mundial têm amplamente divulgado as razões pelas quais a vida na Terra não poderia ter evoluído por processos de acaso.

Décimo. Enquanto as descobertas da ciência vão contra as teorias da evolução, elas têm dado cada vez mais apoio à Bíblia. Existem numerosas evidências de apoio em favor da Bíblia –  da física, química, lógica, ciência da informação, arqueologia, história e, claro,  também da biologia.

Décimo primeiro. Nenhum fato conhecido da ciência contradiz a Bíblia, e a Bíblia não contradiz nenhum fato estabelecido pela ciência.

Todo estudante sério de ciências deve considerar seriamente a Bíblia e suas afirmações.

Dr. Philip C. Johnson

[Dr. Philip C. Johnson é físico, com conhecimentos em física quântica nuclear, inter alia. É também especializado em apologética cristã, arqueologia bíblica e em vários outros campos]
O artigo original pode ser lido aqui.

6 comentários em “Alguns Fatos sobre a Evolução

  1. Gostaria de salientar um ponto: a Teoria da Evolução não é apenas uma hipótese da ciência. É sim um fato comprovado!

    Como se pode observar em alguns experimentos, fósseis e pesquisas, como por exemplo no experimento divulgado pela Revista Veja que demonstra uma adaptação dos roedores sob condições controladas (http://veja.abril.com.br/020806/p_076.html).

    SEU ARTIGO É PURAMENTE CRISTÃO, SEM NENHUM FUNDAMENTO OU PROVA DE QUE A TEORIA DA EVOLUÇÃO NÃO É VERDADEIRA.

    Observa-se como a adaptação dos seres vivos desenvolve novas características no mesmo e partes de seu corpo que não são utilizadas acabam desaparecendo e/ou se tornando inútei, como por exemplo o dente do sizo e o Apêndice no corpo humano.

    A evolução ocorre, o que acontece é que ela é sutil e demorada, o homem acha que tudo deve ocorrer no tempo de vida dele (extremamente prepotente), mas cada espécie é diferente e adaptada de uma determinada maneira. O ser humano não é o ser mais evoluído, ele se desenvolveu de acordo com o meio que vivia, mas continua evoluindo de diferentes maneiras, principalmente pelo usa da tecnologia que altera seu modo de vida. Mas não é adaptado a todos os ecossistemas existentes. Um peixe não pode sobreviver fora da água por muito tempo, mas o ser humano não pode sobreviver no fundo do mar por muito tempo também, cada qual possui características do ambiente onde vive.

    Não sou nenhum especialista no assunto, como sei que também não é seu caso, mas realizei estudos e pesquisas nesta área, eu procurei me informar e acho interessantes as pessoas se informarem também.

    Não me interprete mal, mas quando você não possui uma fonte para suas afirmações, usa apenas do que ouviu de alguém ou leu em um recorte de jornal, não se torna um argumento válido, apenas a sua opinião manifestada, que pode ou não condizer com a verdade.

    QUANDO VOCÊ QUER FALAR SOBRE A TEORIA DA EVOLUÇÃO E DIZ QUE A VERDADE ESTÁ NA BÍBLIA, FICA EVIDENTE QUE VOCÊ PRETENDE DEFENDER O LADO DA CRIAÇÃO DE ACORDO COM A MESMA, E NÃO DE ACORDO COM OS ESTUDOS CIENTÍFICOS REALIZADOS, não quero comprar nenhuma briga, mas acho que quando as pessoas conhecem verdadeiramente os dois lados podem escolher algo com mais conhecimento e não apenas porque “fulano acredita nisso então eu também vou acreditar!”

    Há milhões de vídeos no Youtube falando sobre a teoria da evolução, explicados por verdadeiros especialistas e estudiosos, além de artigos distribuídos pela Internet. Saiba de onde retirar sua fonte.

    Um Abraço.

  2. Olá Gui V.

    Obrigado por seu comentário.
    A palavra Evolução é mesmo “escorregadia”.
    Por isso, é tão comum alguém apontar para as falhas num ponto e receber como resposta “evidências” em outros pontos que não tocam nas falhas apontadas.
    Ou seja, a equivocação em torno do conceito de Evolução, às vezes proposital, acaba passando a ideia de que os críticos da evolução não se deram ao trabalho de examinar as evidências apresentadas em seu favor.
    Por isso há sempre a necessidade de explicar:

    É óbvio que adaptações ocorrem. Esse é um dos conceitos usado para a palavra evolução fácil de verificar. Mas note que isso é naturalmente esperado num modelo criacionista.
    Já a ideia de que todos os seres vivos descendem de um ancestral comum é algo muito diferente. É aquele outro conceito velado e muitas vezes sutil de evolução e este não pode ser defendido cientificamente com um exemplo (ou vários exemplos) de adaptação de ratos ou de qualquer outro ser vivo. Aí já não há comprovação (se é que podemos usar tal palavra, já que não é adequado ou recomendado dizer que a ciência “prova” alguma coisa).

    Não podemos misturar o primeiro conceito com o segundo e achar que temos com isso um achado científico que apoie o segundo.

    Como cristão obviamente eu tenho a Bíblia como a Palavra de Deus e o que reforça minha confiança em Sua palavra é ver que o exame progressivo da natureza tende a mostrar consonância com o que ela ensina.
    Se observar bem, vai ver que as fontes que tenho usado aqui não são meros recortes de jornais…
    Eu gostei desta sua frase e, sinceramente, peço licença para tornar minhas também as suas palavras:
    “não quero comprar nenhuma briga, mas acho que quando as pessoas conhecem verdadeiramente os dois lados podem escolher algo com mais conhecimento e não apenas porque ‘fulano acredita nisso então eu também vou acreditar!’”
    Eu recomendo a pesquisa de ambos os lados. Na realidade, era o que mais desejaria que acontecesse…Será que o lado evolucionista pode dizer que tem adotado este princípio? Infelizmente, não é o caso na maioria das vezes.

    Desejo que você encontre de fato a verdade.
    Um grande abraço.

  3. gostei, eu tbm li os dois lados, mas não gosto de chegar em alguem ateu e enfiar guela abaixo as insuficencias dessa suposição do deus Darwin, a erros epistemologicos, criticas e refutações de paleontologos, geologistas e quimicos e não são coisas de pastorzinho da esquina, é só acompnhar no mundo cientifico suas tidas evidencias e separar as evidencias apresentadas limpandoas da mente fe´rtil dos neodarwinistas, e sobra fatos que não comprovam o objeto da matéria deles

  4. Caro Gui V. gostaria de te dizer que cada ano que se passa mais homens da ciência estão abandonando a teoria da evolução devido suas falhas já comprovadas cientificamente. Cientistas famosos como Michael Behe, Philipe Johson e dezenas de outros cientistas estão deixando uma teoria que cada vez mais é comprovada pelos fatos científicos como falsa no sentido macro evolutivo. Só não enxerga quem realmente é dogmático e conservador radical.
    Abçs Jó.

  5. Olá, sou Geógrafa e apoio totalmente este artigo. Desconfio muito dos evolucionistas, principalmente porque eles confundem adaptação ao meio com evolução. Por exemplo: moradores de altitudes têm muito mais glóbulos vermelhos. Quando os mesmo passam a viver em regiões baixas, em pouco tempo , como 6 meses, seus glóbulos vermelhos baixam. Para mim os evolucionistas não são cientistas, são fanáticos! Não aceitam os erros, não pesquisam, não podem ser cientistas com tais atitudes. Darwin, foi um grande preconceituoso contra os pobres, deixando bem claro que os ricos podem dominar, pois é a lei do mais forte. Esta tal teoria foi o grande motor do nazismo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s