Publicado em Ilustrações, Pensamentos, Perguntas e Respostas, Reflexões

O Espírito, Não Menos que a Letra da Lei

Agora uma palavra sobre guardar o espírito da lei. A Bíblia tem muito a dizer acerca da letra e do espírito, e alguns têm a idéia equivocada de que o espírito de uma lei significa menos do que a letra da mesma, ao menos no que tange ao mandamento do sábado. É difícil compreender como tal idéia pôde obter crédito. Talvez seja devido ao fato de que a palavra “espírito” transmite a algumas mentes o pensamento de aparições vagas, etéreas, indefiníveis e sombrias, e que portanto a guarda do espírito de uma lei significa obedecer a alguma coisa que é apenas uma vaga e sombria semelhança dessa lei. Nada poderia estar mais longe da verdade.

Quando falamos em guardar o “espírito da lei”, uma frase comum em nossa linguagem de cada dia, queremos dizer guardar essa lei em seu mais pleno e mais profundo sentido. Tomemos como exemplo a lei do trabalho de oito horas encontrada em muitos Estados. Um empregador pode guardar a letra dessa lei e ainda tratar como escravo seus empregados para obter deles em oito horas tanto trabalho quanto obtinha anteriormente em nove ou dez. Dizemos que ele deixou de guardar o espírito da lei. Queremos dizer que se tal empregador tivesse guardado o espírito da lei, estaria livre da letra da mesma, que indiscutivelmente declara que oito horas é  o máximo que se pode exigir que um empregado trabalhe um dia? É claro que não. Em outras palavras, a guarda do espírito de uma lei requer muito mais do que a mera guarda de sua letra.

A Bíblia oferece algumas ilustrações de como esse princípio se aplica à lei de Deus. No Sermão da Montanha, Cristo explicou que o mandamento “Não matarás” envolvia muito mais do que abster-se de cometer violência afetiva contra alguma pessoa. Aquele que odeia seu irmão é um assassino. Em outras palavras, o espírito da divina lei contra o homicídio requer que não se odeie ninguém. Mas não há ninguém tão irracional a ponto de afirmar que, guardando o espírito da lei, estamos desse modo liberados de obedecer à sua letra. Que pensamento horrível!

É evidente que aqueles que guardam o espírito da lei vão muito além da letra, não pela desconsideração da letra, mas por ver na letra um profundeza de significado muito maior.

 Resposta a Objeções. Francis D. Nichol. p. 177

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s