Publicado em Livros, Perguntas e Respostas, Reflexões

Livro do Mês: 1844 — uma Explicação Simples das Principais Profecias de Daniel

[O livro do mês ( junho/2011) é 1844 — uma explicação simples das principais profecias de Daniel. Interessado(a) em ganhar um? Basta manifestar seu interesse com um comentário aqui “Quero ganhar o livro” e retuitar a mensagem: “Para saber mais sobre as profecias de Daniel quero ler o Livro do Mês: 1844, de Clifford Goldstein, sorteio aqui http://kingo.to/Hmh“. Boa sorte! Sorteio no dia 4 de julho.]

Durante séculos, inúmeros estudiosos da Bíblia, tanto judeus como cristãos,  têm percebido a espantosa correspondência da história das nações mais influentes do mundo com a ordem e as características dos reinos e poderes que aparecem simbolizados em Daniel, tanto no sonho do rei Nabucodonosor (capítulo 2 do livro) quanto nas demais visões apresentadas no livro (capítulos 7 e 8, por exemplo). A Daniel foram reveladas, em algumas situações, algumas interpretações das visões: “Aquele carneiro com dois chifres, que viste, são os reis da Média e da Pérsia” (Dan. 8:21), mas muitos detalhes das profecias foram “encerrados” para compreensão mais ampla num tempo muito posterior à época dele: “Vai, Daniel, porque estas palavras estão encerrradas e seladas até o tempo do fim.” Dan. 12:9

“2.300 tardes e manhãs”, “o chifre pequeno”, a purificação do “santuário”, “as setentas semanas” e “o Ungido”, a  perseguição aos “santos do Altíssimo”,  “um tempo, dois tempos e metade de um tempo”, “o julgamento” no capítulo 7, todos esses assuntos têm chamado a atenção dos cristãos especialmente em nossa época. Clifford Goldstein trata deles guiado pelo princípio de que a Bíblia deve interpretar a si mesma. A data 1844 e a doutrina adventista do  juízo investigativo são apresentados como o resultado do exame da própria Bíblia em conexão com os dados históricos. “Este livro…foi escrito para apresentar a doutrina do juízo investigativo de 1844 da maneira mais simples e clara possível.”

Para ter uma idéia do conteúdo geral do livro, leia este pequeno trecho, uma espécie de recapitulação (p.62-64):

Volte ao início deste livro e, usando sua Bíblia, estude a sequência de reinos em Daniel 2. Em seguida, estude o capítulo 7 de Daniel e a sequência de eventos descritos ali. Estude a identidade do chifre pequeno. Analise como o juízo no Céu acontece depois do chifre pequeno, cujo reinado dura até o ano de 1798. Veja como o juízo, em Daniel 7, deve acontecer após 1798, porque vem depois do período do chifre pequeno.

Recapitule a sequência de eventos em Daniel 8, incluindo a purificação do santuário, que vem após o chifre pequeno. Estude outra vez o quadro (pág. 48) que demonstra como o julgamento no Céu e a purificação do santuário são eventos paralelos, que ocorrem após 1798. Esse paralelo é crucial.

Veja como em Daniel 8 a mareh (visão) das 2.300 “tardes e manhãs” não é explicada, e depois estude as ligações entre os capítulos 8 e 9. […] Estude as setenta semanas. Veja como começa a profecia dos 2.300 dias, e então estude até ver que os 2.300 dias devem terminar em 1844. Leia esta primeira parte do livro várias vezes, comparando-a com a Bíblia, até que seja capaz de dar um estudo bíblico sobre o assunto. Somente quando for capaz de dar este estudo, terá entendido realmente as profecias.

Uma questão final. A profecia das setenta semanas é, sem dúvida nenhuma, a profecia messiânica mais poderosa da Bíblia. Ela prova, além de qualquer dúvida, o messiado de Jesus. Nenhuma outra profecia foi tão estudada, tão debatida, tão controvertida. Ela prova claramente — mais do que qualquer outra profecia — que Jesus é o Messias.

Entretanto, as setentas semanas — a profecia mais poderosa e importante da Bíblia — são apenas parte da profecia dos 2.300 dias! Sendo assim, é óbvio que os 2.300 dias devem ser cruciais, senão não estariam diretamente ligados a uma profecia tão importante quanto a das setentas semanas.

Lembre-se, também, de que o Israel antigo não estava preparado para a primeira vinda de Jesus, porque, entre outras razões, não compreenderam a primeira parte da profecia dos 2.300 dias: as setentas semanas, que eram a verdade presente para o tempo deles. Nós podemos não estar preparados para a segunda vinda de Jesus porque, entre outras coisas, não entendemos a segunda parte da profecia dos 2.300 dias: a purificação do santuário – verdade presente para os nossos dias.

7 comentários em “Livro do Mês: 1844 — uma Explicação Simples das Principais Profecias de Daniel

  1. esse livro é muito importante, lendo ele tenho certeza que só vamos fixar
    mais nossa fé em Cristo o unico salvador pessoal. Assim como Daniel foi fiel, eu em nome de Jesus, serei fiel segurando na mão do Senhor e permanecer firme na sua presença, até o fim da minha vida porque tudo posso naquele que me fortalece.

  2. Parabéns aos ganhadores Jardenia e João.
    Um e-mail foi enviado com solicitação de endereço para remessa do livro.
    Obrigado por participar!
    Boa leitura!
    Até o próximo sorteio!

  3. Meu nome é Vanderlei de Souza, sou Adventista e gostaria muito de ganhar ou até poder comprar esse livro, como devo proceder? Obrigado!

  4. vai ser muito esclarecedor em sua pesquisa o livro”preste atenção à profecia de daniel” publicado pelas testemunhas de jeova..atenciosamente..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s