Publicado em ciência, Notícias, Pensamentos, Perguntas e Respostas, Reflexões, Tecnologia

A Mais Sofisticada Máquina Voadora do Planeta

A propósito de mais um tuitaço hoje, com a tag #digitaisdocriador:

Qual é o mais sofisticado engenho voador do planeta? Talvez este…

engenho1

Ou então este…

engenho2

Na verdade, segundo o biólogo Michael Dickinson, o mais sofisticado engenho voador do planeta é… a mosca!

Dickinson disse: “Quando vês uma mosca a pairar sobre o teu cabelo ou sobre a tua salada de batata, podes ver nisso uma coisa chata, mas no meu laboratório o que tu realmente ves é uma máquina maravilhosa, provavelmente o mais sofisticado engenho voador do planeta

engenho3

Dickinson usou dispositivos de câmara lenta de modo a estudar a forma como as moscas evitam serem atingidas. Primeiro,  ele “treinou” a mosca de modo a que ela parasse sobre um prisma de vidro. O prisma permitiu que ele visse a mosca simultâneamente de baixo e dos lados. Depois, simulou que ia atingir a mosca com um mata-moscas e gravou a sua reacção.

Dickinson diz que, normalmente, a mosca salta da superfície e começa a voar para longe do perigo. No entanto, as câmaras de alta velocidade revelaram uma coisa extraordinária que acontece imediatamente antes delas saltarem:

Elas executam um elegante “mini-ballet” com as suas pernas. (…) Elas movem as pernas de uma forma que lhes permita recolocar o seu corpo de forma a que, quando saltarem, elas saltem para longe da ameaça“.

Este “mini-ballet” parece dar as moscas um avanço crítico durante a fuga à ameaça. Dickinson destaca, ainda, a espectacular velocidade a que tudo isto acontece. Em menos de um décimo de um segundo, a mosca tem que assimilar a ameaça através dos seus olhos, determinar a direcção na qual ela se aproxima, e depois fazer os ajustes apropriados para saltar na direcção certa.  Isto tudo é feito por um cérebro do tamanho de uma semente de papoila.

CONCLUSÃO

Se lerem o artigo, verão que esta investigação não deve nada as fábulas de Darwin. A terminologia usada no artigo é uma terminologia de design, sofisticação, planeamento e propósito, tudo aquilo que a teoria da evolução diz que não há na natureza.

Faltam poucos dias para se voltar a realizar na minha cidade o Red Bull Air Race. As ruas transformam-se em autênticas latas de sardinha enlatada. Tudo para se maravilharem com as piruetas e acrobacias aéreas dos aviões que fazem parte da prova.

Por outro lado, e apesar da mosca ser mais sofisticada do que qualquer um desses aviões, o ser humano acredita que ela não foi planeada nem foi concebida por ninguém. Criou-se a si mesma. É quando uma pessoa analisa estas situações que sente que o versículo de Romanos 1:22 nunca fez tão sentido como nos dias de hoje:

[Os homens] Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos

Fonte: Alogicadosabino (Portugal)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s