Publicado em Livros, Pensamentos, Perguntas e Respostas, Reflexões

Livro do Mês: Histórias de Dinheiro da Bíblia

Histórias de dinheiro da Bíblia

O Livro do Mês é o pequeno, barato, mas muito valioso Histórias de Dinheiro da Bíblia, organizado pela Sociedade Bíblica do Brasil. Para participar deste primeiro sorteio do ano, basta constar na lista dos seguidores do Twitter @Ler_pra_crer [o sorteio será após as 22h de hoje. Sinta-se à vontade para convidar outros, dando RT nos tuítes de divulgação.]

Seguem trechos da introdução do livro,  algumas informações da contracapa e a apresentação de uma das histórias selecionadas:

Chama a atenção como são abundantes na Bíblia as expressões proverbiais e ditos populares que descrevem a maneira como lidamos com dinheiro, bens, riquezas e tempo. O Antigo Testamento relata uma série de histórias que giram em torno de finanças. As pessoas que receberam a bênção de Deus normalmente tinham grande riqueza. Ao mesmo tempo, não são poucos os avisos que alertam sobre a maldição que pode vir sobre essa fortuna. O dinheiro na mão de uma pessoa pode inebriá-la, fazendo com que se perca e seja lançada no fundo do poço. No Novo Testamento encontramos diversos conselhos, apelos, advertências e orientações pastorais sobre o modo correto de lidar com o dinheiro. Até Jesus parece falar muito mais sobre dinheiro do que sobre céu e inferno. Ele sabe que isso faz parte do dia a dia dos seus ouvintes e vê uma necessidade especial de dar esclarecimentos para que haja um uso do dinheiro que seja responsável e agradável a Deus. Essa necessidade ainda existe até hoje.

“Histórias de Dinheiro da Bíblia” traz mais de 50 histórias com o texto bíblico da Nova Tradução na Linguagem de Hoje.  Quando avançamos no grande leque de suas histórias, percebemos que a Bíblia fala diretamente para a nossa realidade de vida, colocando à prova nossa maneira de viver e nossos valores.

*******

Conselhos bíblicos sobre investimentos

A parábola do dinheiro confiado a empregados

Mal conseguimos economizar algum dinheiro, já precisamos quebrar a cabeça para escolher a melhor aplicação para ele. Será que devemos investir em ações, sabendo que um rendimento maior envolve um risco também maior? Ou é melhor procurar um investimento mais seguro, mas que rende poucos juros, como a caderneta de poupança? Há ainda aqueles que não confiam nos bancos e preferem esconder o seu dinheiro debaixo do colchão.

Há uma história do Novo Testamento que apresenta uma bela lição de economia dada por Jesus a respeito dos princípios bíblicos de investimento. Um homem (que representa Deus, o Criador) confia parte da sua fortuna aos seus três empregados. Cada um dos três recebe uma soma, que é proporcional à sua capacidade. Os dois primeiros empregados investem tudo em seus negócios e conseguem duplicar o valor que recebeeram. Por causa disso, eles são elogiados pelo patrão, que os chama de bons e fiéis. Já o terceiro empregado agiu de maneira bem diferente: ele havia enterrado o seu dinheiro, pois achava melhor não arriscar. A sentença sobre ele é aniquiladora! O mínimo que o senhor esperava dele era que fosse ao banco e aplicasse o dinheiro – uma surpreendente menção à existência de bancos e juros.

Na parábola, o dinheiro representa também todas as dádivas e dons que recebemos de Deus. Deus quer que façamos bom uso e multipliquemos as coisas que recebemos dele, em vez de deixá-las improdutivas. Com isso, fica claro que ele não é contra  a disposição de assumir riscos (os dois primeiros empregados também poderiam ter tido grandes prejuízos). Permanecer inativo e enterrar as suas próprias dádivas e capacidades, por sua vez, é uma atitude digna de castigo, tanto na parábola, como na vida.

Leia a história que Jesus contou (Mateus 25:14-30):

Jesus continuou: — O Reino do Céu será como um homem que ia fazer uma viagem. Ele chamou os seus empregados e os pôs para tomarem conta da sua propriedade.

E lhes deu dinheiro de acordo com a capacidade de cada um: ao primeiro deu quinhentas moedas de ouro; ao segundo deu duzentas; e ao terceiro deu cem. Então foi viajar.

O empregado que tinha recebido quinhentas moedas saiu logo, fez negócios com o dinheiro e conseguiu outras quinhentas. Do mesmo modo, o que havia recebido duzentas moedas conseguiu outras duzentas. Mas o que tinha recebido cem moedas saiu, fez um buraco na terra e escondeu o dinheiro do patrão. Depois de muito tempo, o patrão voltou e fez um acerto de contas com eles.

O empregado que havia recebido quinhentas moedas chegou e entregou mais quinhentas, dizendo: “O senhor me deu quinhentas moedas. Veja! Aqui estão mais quinhentas que consegui ganhar.”

“Muito bem, empregado bom e fiel”, disse o patrão. “Você foi fiel negociando com pouco dinheiro, e por isso vou pôr você para negociar com muito. Venha festejar comigo!”

Então o empregado que havia recebido duzentas moedas chegou e disse: “O senhor me deu duzentas moedas. Veja! Aqui estão mais duzentas que consegui ganhar.”

“Muito bem, empregado bom e fiel”, disse o patrão. “Você foi fiel negociando com pouco dinheiro, e por isso vou pôr você para negociar com muito. Venha festejar comigo!”

Aí o empregado que havia recebido cem moedas chegou e disse: “Eu sei que o senhor é um homem duro, que colhe onde não plantou e junta onde não semeou. Fiquei com medo e por isso escondi o seu dinheiro na terra. Veja! Aqui está o seu dinheiro.”

“Empregado mau e preguiçoso!”, disse o patrão. “Você sabia que colho onde não plantei e junto onde não semeei. Por isso você devia ter depositado o meu dinheiro no banco, e, quando eu voltasse, o receberia com juros.” Depois virou-se para os outros empregados e disse:

“Tirem dele o dinheiro e dêem ao que tem mil moedas. Porque aquele que tem muito receberá mais e assim terá mais ainda; mas quem não tem, até o pouco que tem será tirado dele. E joguem fora, na escuridão, o empregado inútil. Ali ele vai chorar e ranger os dentes de desespero.” 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s