Publicado em ciência, Notícias, Palestras, Pensamentos, Perguntas e Respostas

Descoberto o Mais Antigo Manuscrito do Novo Testamento?

Papiro P52 pode deixar de ser o mais antigo manuscrito do Novo Testamento

Vários sites repercutiram o comentário do Dr. Daniel B. Wallace, feito recentemente durante um debate com Bart Erhman, sobre a descoberta de mais sete papiros do Novo Testamento. O anúncio de descobertas históricas nesta área, e feito nestas circunstâncias, desperta naturalmente grande interesse; mas também gera certa cautela em relação à aceitação e à divulgação da notícia,  já que, nesse caso, não foram revelados maiores detalhes sobre o assunto. Ainda assim, considero importante tentar reproduzir algumas palavras do Dr. Wallace em complemento ao comentário que fez durante o evento. Ele escreveu um resumo do debate aqui. E explica, a seguir, o que poderia significar a descoberta de novos papiros, especialmente a de um fragmento do primeiro século:

Em 1ºde fevereiro de 2012, debati com Bart Ehrman na Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill, sobre se temos hoje o texto original do Novo Testamento. Este foi o nosso terceiro debate, e aconteceu diante de um público de mais de 1.000 pessoas. Eu mencionei que sete papiros do Novo Testamento haviam sido descobertos recentemente; seis deles provavelmente são do século II e um deles provavelmente do primeiro século. Os fragmentos serão publicados aproximadamente daqui a um ano.

Estes fragmentos agora aumentam o nosso acervo da seguite forma: temos 18 manuscritos do Novo Testamento do século II e um do primeiro século. Ao todo, mais de 43% de todos os versículos do Novo Testamento são encontradas nesses manuscritos. Mas o mais interessante deles é o fragmento do primeiro século.

Ele foi datado por um dos principais paleógrafos do mundo, que afirmou estar “certo” de que o manuscrito é do primeiro século. Se isso for verdade, seria o mais antigo fragmento do Novo Testamento conhecido. Até agora, ninguém descobriu nenhum manuscrito do Novo Testamento do primeiro século. O mais antigo manuscrito do Novo Testamento é o P52, um pequeno fragmento do Evangelho de João, datado da primeira metade do século II. Foi descoberto em 1934.

Não apenas isso.  Além de ser do primeiro século, o fragmento pertence ao Evangelho de Marcos. Antes da descoberta deste fragmento, o manuscrito mais antigo que continha Marcos era o P45, do século III (200-250 DC). Este novo fragmento antecederia o P45 entre 100 e 150 anos.

Como esses manuscritos mudam o que nós acreditamos sobre o que o Novo Testamento original diz? Teremos de esperar até que eles sejam publicados no próximo ano, mas por enquanto podemos dizer o seguinte: Tal como aconteceu com todos os  papiros do Novo Testamento publicados anteriormente (127 deles publicados nos últimos 116 anos), nenhum único papiro novo tem-se autoelogiado como um registro original. Em vez disso, os papiros serviram para confirmar o que estudiosos do Novo Testamento já pensavam ser o texto original ou, em alguns casos, para confirmar um registro alternativo, mas que já se encontra nos manuscritos. Como exemplo: Suponha que um papiro tivesse a palavra “Senhor” em um versículo, enquanto todos os outros manuscritos tivessem a palavra “Jesus”.  Os estudiosos do Novo Testamento não adotariam e nem têm adotado tal registro como original, precisamente porque temos provas abundantes para a redação original em outros manuscritos. Mas se um papiro antigo tem em outro lugar “Simão”, em vez de “Pedro”, e “Simão” também for encontrado em outros manuscritos antigos e de confiança, isso pode convencer os estudiosos de que “Simão” é o registro original. Em outras palavras, os papiros têm confirmado vários registros originais nos últimos 116 anos, mas não têm apresentado novos registros originais. O texto original do Novo Testamento se encontra nos manuscritos que são conhecidos há algum tempo.

Estes novos papiros, sem dúvida, continuarão essa tendência. Mas, se este fragmento de Marcos for confirmado como do primeiro século, que emoção será ter um manuscrito datado do tempo em que viveram muitas das testemunhas oculares da ressurreição de Jesus!

Fonte: DTS – Dallas Theological Seminary
Anúncios

8 comentários em “Descoberto o Mais Antigo Manuscrito do Novo Testamento?

  1. A bíblia de minha avó completou cinquenta anos, meio século. Tenho certeza que durará muito mais de cem anos. Se alguém fizer uma cópia aos cem anos e sua cópia durar outros cem, teremos duzentos anos com o mesmo texto! Isto é muito significativo. Teremos um texto com duzentos anos numa segunda cópia de cem anos! Os copistas tinham regras severas para fazerem suas cópias e entregarem aos clientes uma cópia perfeita: se errassem uma letra, bem provávelmente tinham como apagar e substituir pela correta. Os eruditos deveriam pensar mais sóbriamente a esse respeito. As bíblias do povo hoje duram menos por que eles não tem cuidado com o volume em si. Porém os manuscritos eram tratados como verdadeiros tesouros, principalmente nos dois primeiros séculos. Eram muito caros por ser cópia à mão, outro motivo para a conservação física. Eram também de um material muito mais durável que nossas impressões em papel fininho como temos hoje. Pele de cordeiros tratadas certamente duram muito mais que nosso papel. O fato dos “pais” da Igreja citarem o Texto Receptus já no século 2 é muito significativo para se desfazer deste texto (base da Revista e Corrigida hoje), com tanta rapidêz como está sendo feito! Sabe-se que a grande maioria dos manuscritos encontrados pertençem a ele. Este papiro encontrado agora, deve dar uma nova chance de verificarmos sua existência. Quem sabe este não é um exemplar do Texto Receptus? Saberemos daqui a um ano!? Bom até chegar no brasil é outra história! teremos de ler em inglês, o que já faço com bastante facilidade…

  2. Paulo,
    Obrigado pelo comentário. Uma boa leitura em inglês sobre manuscritos e traduções:

    “No manuscript or group of manuscripts can be proved to be the exclusive possessor of the original text.”

    http://books.google.com.br/books?id=uQWTxDdIO6IC&pg=PA174&lpg=PA174&dq=textus+receptus+exclusivity&source=bl&ots=H4ci5RHALk&sig=hvTtwzZKlhSJR-b85NfW4MrRukI&hl=pt-BR&sa=X&ei=PXZOT-y4HYuWtwefgamlCA&ved=0CCkQ6AEwAQ#v=onepage&q=textus%20receptus%20exclusivity&f=false

  3. Excelente BLog e notícia. Vou continuar acompanhando o desenrolar deste achado. Gostaria de Saber se parte do Final de MAteus encontra-se neste achado.

    Evangelista Flavio Schmidt de Carvalho

  4. Flavio,

    Assim como você, aguardando mais informações sobre o assunto.
    Assim que souber de mais detalhes, postarei aqui.
    Um abraço e obrigado pelo comentário.

  5. Já chegou 2014.até agora que eu saibas esses Manuscritos ainda Não foram publicados.quando serão publicados?

    Seria muito bom que se publicasse e provasse que os Evangelhos são mesmo do Século I e isso seria ótimo.

    Seria mais uma Grande prova que os Relatos a respeito de Jesus são verdadeiros!

    Mais independente disso eu creio que tudo o que esta escrito nos Evangelhos a respeito de Jesus é verdade!

  6. Frankmar,

    Sua expectativa também é a de muitos que acompanham o assunto. Como é dito em um dos comentários no blogue do Dr. Daniel Wallace (primeiro link abaixo), publicações nessa área podem exigir um pouco mais de tempo do que o que seria normal. Qualquer que seja o desfecho sobre o caso, volto a postar aqui. É bom ressaltar, de qualquer forma, que a verdade dos evangelhos não é necessariamente dependente do achado ou não de manuscritos do primeiro século. Em termos de história, já temos o que há de mais “desejável”. Recomendo a leitura aqui no blogue do “post”: 5 razões por que os historiadores levam os evangelhos a sério. (segundo link abaixo)

    http://danielbwallace.com/2012/03/22/first-century-fragment-of-marks-gospel-found/

    https://lerpracrer.wordpress.com/2011/10/06/cinco-razoes-porque-os-historiadores-levam-os-evangelhos-a-serio-2/

  7. Esse site é um importante meio de conhecer a existência de textos antigos do Novo Testamento encontrados recentemente. Que tesouro essa descoberta.
    Obrigada. Continuem nessa missão da boa informação a nós.
    VERA MARIA GUIMARÃES – Brasília

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s