Publicado em Livros, Pensamentos, Perguntas e Respostas, Reflexões

Livro do Mês: O Sacerdócio Expiatório de Jesus Cristo, de F. B. Holbrook

O Livro do Mês é O Sacerdócio Expiatório de Jesus Cristo, de Frank B. Holbrook. Para participar do sorteio de um exemplar, siga @Ler_pra_crer no Twitter e divulgue o link da promoção, acompanhado da hashtag #rpsp: [Livro do Mês: O Sacerdócio Expiatório de Jesus Cristo. Sorteio 7 de agosto. Siga @Ler_pra_crer e dê  RT http://kingo.to/19JC #rpsp%5D

A “inspiração” para a escolha veio do sucesso do projeto “Reavivados por Sua Palavra“, que tem promovido a leitura sistemática de um capítulo da Bíblia por dia (milhares de pessoas estão envolvidas globalmente; acompanhe a campanha no Twitter – hashtag #rpsp). Pelo calendário do projeto, neste mês de julho entramos no livro de Levítico (hoje, por exemplo, o capítulo lido foi o 16).

Muitos não sabem que “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” é uma citação de Levítico (Lev. 19:18). Estudar a mensagem deste livro é fundamental para os que desejam crescer na graça e no conhecimento de Cristo. Embora o livro a ser sorteado não seja um estudo específico apenas de Levítico, as detalhadas prescrições apresentadas no terceiro livro da Bíblia  de como deveriam ser oficiados os serviços do santuário, por exemplo , fazem parte daquilo que Holbrook chama de “parábolas rituais” destinadas a nos ensinar o evangelho e a ampliar nossa compreensão de Jesus Cristo e do plano divino para salvar pecadores. Altamente qualificado, Holbrook foi um grande estudioso do tema, tendo sido diretor associado do Biblical Research Institute (Instituto de Pesquisa Bíblica) e também secretário da Comissão de Estudos Sobre Daniel e Apocalipse. Além de farto material sobre o assunto do santuário, o livro traz estas preciosidades nos apêndices: o ABC da Salvação Pessoal, o Princípio Dia-Ano, os Santuários de Israel e, por fim, Diagramas Proféticos. A seguir algumas palavras introdutórias do próprio Holbrook:

Meu pai, embora tenha sido criado católico romano, entrou para a Igreja Metodista logo nos primeiros anos de sua vida adul­ta. Esta era a denominação que sua noiva frequentara na infância. Foi assim que tive a sorte de ser criado em um lar cristão e frequen­tar, nos meus primeiros oito anos de vida, a Escola Dominical e ou­tros cultos realizados por uma grande congregação metodista de Washington, D.C.

Enquanto eu frequentava a Escola Dominical e aprendia mais so­bre Jesus, algumas perguntas começaram a formar-se em minha mente juvenil. Se Jesus era tão bondoso e amável e ajudava a tanta gente, por que havia voltado para o Céu? Por que não ficara um pouco mais na Terra? O que estaria Ele fazendo agora no Céu? Ape­sar dos muitos anos de convívio com outros cristãos, meus pais ja­mais tinham ouvido um sermão sobre a segunda volta de Cristo, muito menos qualquer exposição sobre o motivo por que Jesus ha­via ascendido ao Céu ou sobre o que estaria fazendo lá atualmente!

Somente depois de haver começado a estudar diligentemente os ensinos da Igreja Adventista do Sétimo Dia é que meus pais real­mente descobriram a maravilhosa verdade sobre o sacerdócio de Je­sus Cristo no santuário celestial. Subitamente, a luz começou a raiar em nossa mente. Há uma nítida ligação entre o santuário terrestre e o celeste (tipo e antítipo); por isso, conhecer o primeiro lançaria luz sobre a natureza do ministério celestial do Salvador no segun­do. Esse conceito trouxe o Céu para mais perto da Terra, e pela pri­meira vez os céus emudecidos que ocultavam o Salvador da nossa vista, por assim dizer, começaram a falar. Através de meticuloso es­tudo, poderíamos agora reconstituir nos rituais típicos do santuário terrestre as reais atividades redentivas efetuadas por nosso Sumo Sacerdote nas realidades superiores!

Desde então, estudar ininterruptamente o Cristo vivo e exaltado na função de nosso Sumo Sacerdote tornou-se o interesse central de nossa família […] Minha oração é que, nas páginas a seguir, o leitor possa considerar o assunto com atenção e assim confirmar e aprofundar sua fé no ministério redentivo de Cristo no Céu. “Santos irmãos, que participais da vocação celestial,  considerai atentamente o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus” (Heb. 3:1).

Boa leitura!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s