Publicado em Perguntas e Respostas, Pesquisas

Jesus Cristo e as Fontes Históricas Extrabíblicas

Você já deve ter encontrado céticos que não aceitam as fontes bíblicas quando se trata da existência de Jesus de Nazaré. Muitos deles, geralmente, pedem fontes históricas extrabíblicas (fontes fora da Bíblia) e fazem isso na suposição de que fontes históricas que mencionam Jesus não existem ou são muito escassas. A fim de mostrar que essa é mais uma objeção sem fundamento, segue uma lista de fontes históricas não bíblicas a respeito de Jesus, datadas de 30 a 180 anos depois da época em que Ele aqui viveu.

Discípulos dos Apóstolos:
Clemente de Roma (de meados até o final do século I: conheceu Paulo e João)
Papias (60-130 d.C.: discípulo de João e amigo de Policarpo)
Policarpo (69-156 d.C.: discípulo de João e amigo de Inácio e Papias)
Inácio (107 d.C.: um amigo de Policarpo e, provavelmente, um discípulo de João e, possivelmente, de outro apóstolo)

Os chamados “Pais da Igreja”, do século II:
Justino Mártir (100-165 d.C.)
Irineu (200 d.C.)
Apolinário (século II)
Aristides (início do segundo século)
Atenágoras (final do segundo século)
Clemente de Alexandria (final do segundo século)
Dionísio de Corinto (segundo século)
Hegésipo (110-180 d.C.)
Hermes (primeiro ou segundo século: Orígenes acreditava que este era o Hermes de Romanos 16:14)
Melito (190 d.C.)
Taciano (de meados até o final do século II)
Tertuliano (final do século II)
Teófilo (século II)

Obras anônimas:
A Epístola de Barnabé (70-100 d.C.)
Didaquê (50-120 d.C.)

Críticos do Cristianismo:

Celso (século II: crítico do Cristianismo)
Marcião (160 d.C.)
Escritos gnósticos:
O Evangelho da Verdade (140-180 d.C.)
O Apócrifo de João (120-180 d.C.)
O Evangelho Apócrifo de Tomé (50-140 d.C.)
O Tratado sobre a Ressurreição (170-200 d.C.)
Historiadores antigos:
Cornélio Tácito (115 d.C.)
Suetônio (115 d.C.)
Flávio Josefo (93 d.C.)
Talo (52 d.C.)
Oficiais do Império Romano:
Plínio, o Moço (111-112 d.C.)
Imperador Trajano (início do século II)
Imperador Adriano (início do século II)
Outras fontes judaicas:
O Talmude (135 d.C.)
Toledoth Jesu (compilado no século V d.C., era uma coleção de escritos que data de meados do século I até meados do século II d.C.)
Outras fontes gentílicas:
Luciano de Samosata (165-175 d.C.)
Mara Bar-Serapião (73-200 d.C.)
Dizeres considerados por alguns estudiosos como fontes hipotéticas relacionadas aos Evangelhos:
M (dizeres em Mateus apenas, mas não em outros Evangelhos)
L (dizeres em Lucas apenas, mas não em outros Evangelhos)
Q (dizeres tanto em Mateus quanto em Lucas, mas não em outros Evangelhos)
Fonte: RisenHope

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s